sexta-feira, 12 de abril de 2013

DUAS PORTAS E DOIS CAMINHOS


                  DUAS PORTAS E DOIS CAMINHOS

                   MATEUS 7:13-14  (Lucas 13:24)

 

V.13 – Entrai pela porta estreita (larga é a porta e espaçoso o caminho que

          conduz para a perdição e são muitos os que entram por ela),

V.14 – porque estreita é a porta e apertado o caminho que conduz para a vida,

          e são poucos os que acertam com ela.

 

Depois de dar ensinos tão fundamentais a respeito do reino de Deus, Jesus chega a este ponto do Sermão da Montanha, em que Ele dá um conselho e uma advertência com respeito à decisão crucial e imprescindível de todos os que ouviram a Sua palavra. O conselho e a advertência estão nestas palavras dos versos 13 e 14. Ninguém pode ficar indiferente depois de ouvir os ensinos do Mestre. Todos são levados a tomar uma decisão obrigatoriamente. Ou entram pela porta estreita e seguem pelo caminho apertado, ou entram pela porta larga e seguem pelo caminho espaçoso. É esta decisão que determina a quantidade de pessoas em um caminho ou no outro. No caminho apertado estão os poucos que entraram pela porta estreita. No caminho espaçoso estão muitos que entraram pela porta larga. O caminho apertado é caminho de renúncia e de negação da própria vida da alma, caminho de sacrifício     (Mateus 16:24-26). No caminho espaçoso estão os muitos que entraram pela porta larga. Este é caminho de comodidade, de satisfação dos prazeres da vida e dos desejos da alma (Lucas 12:16-21). A porta estreita e o caminho apertado conduzem à vida, vida abundante nesta Terra e vida no reino eterno de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo (Mateus 5:11-12; João 10:9-10; I Pedro 4:12-14; II Pedro 1:3-11).

A passagem paralela de Lucas 13:24, embora esteja em outro contexto, concorda totalmente com esta de Mateus. Jesus responde à pergunta feita em Lucas 13:23, dizendo que são poucos os que serão salvos.